Hortinha da cozinha

É um must! A partir do momento em que ficámos confinados em casa, começaram a pulular manifestações hortícolas pelas casas dos sitiados do Covid-19.

Aqui em casa numa das idas ao supermercado, neste caso o Lidl, decidimos começar a nossa horta caseira.

É composta por folhas de Aloé Vera arrancadas pela fera infante cá de casa, espinafres de sementes do referido supermercado, pimentos de sementes secas cá em casa e coentros de uma ramada comprada em vaso.

Infelizmente este vaso esteve uma semana no patamar da varanda e ficou meio arruinado por causa de um gato que achou por bem comer os apetitosos rebentos. Vamos ver se o felino ataque é superado, e assim que o tempo melhorar, as obras no quintal poderão retomar e espero ter brevemente mais espaço para libertar esta flora e menos peso, pois um dos efeitos imediatos do confinamento é a formosura.

Lá em baixo a gataria levará um duche sempre que se aproximar das verduras num sistema que ando para aqui a magicar.

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Escolha o seu estado de espírito